BREAKING NEWS

[Game] Diablo III - Prévia do Reaper of Souls: a Hespéria histórica

http://bnetcmsus-a.akamaihd.net/cms/blog_header/WG9XS0WGC5CF1383084142152.jpg

"Mas sempre devemos lembrar que a Hespéria moderna é bastante diferente daquela do momento de sua criação." - Deckard Cain, Livro de Tyrael

O que vem à cabeça quando se pensa em Hespéria? a primeira zona que os jogadores irão encontrar na expansão a ser lançada de Diablo III Reaper of Souls? De base original de uma ordem de cavaleiros de mesmo nome a maravilha arquitetônica feita de monumentos às conquistas do rei Rakkis, Hespéria é uma cidade imersa em histórias tanto heroicas quanto sangrentas.

Mas e quanto à sua fundação? E os segredos que fizeram com que o rei Rakkis fosse enterrado em um pântano fétido em vez de na capital deslumbrante? Dizem que a melhor preparação para o futuro é o estudo do passado, então vamos dar uma olhada nas lendas de Hespéria enquanto nos preparamos para a destruição iminente trazida por Maltael, o Anjo da Morte.

Produto da conquista
Há quase duzentos e cinquenta anos, em uma época quando a fé Zakarum estava em franca expansão, o império do Kehjistão encontrava-se sufocado de problemas. Fome, doenças e levantes entre a população prepararam o terreno para o surgimento de uma nova fé que insuflaria o fogo da esperança nos corações dos desesperados. Muitos políticos e nobres viram esse fervor militante como ameaça, mas o imperador Tassara, recém-empossado, percebeu que os ensinamentos de Akarat podiam ser usados para cimentar sua reputação. Ao acolher a religião nascente, Tassara facilitaria a aceitação rápida das doutrinas Zakarum, garantindo que o povo permanecesse fiel à sua causa.


https://bnetcmsus-a.akamaihd.net/cms/content_folder_media/QAT6F2KIQO7K1382579975069.jpg
A ascensão de Rakkis
Pouco depois de sua ascensão, aqueles que cobiçavam o trono de Tassara se uniram para derrubar o imperador antes que ele estivesse firmemente estabelecido. Prevendo essa traição, Tassara pediu ajuda a um dos mais zelosos neófitos Zakarum, um general habilidoso chamado Rakkis. Os feitos de Rakkis ecoam pelos anais da história, mas é importante sublinhar que sua força incontestável e suas vitórias seguidas na defesa da coroa serviram de inspiração para as pessoas comuns.


Mas a popularidade de Rakkis se revelou uma espada de dois gumes, pois Tassara começou a ver o general como possível ameaça ao seu governo. Assim, ele ordenou a Rakkis que partisse para o Oeste e espalhasse a fé Zakarum por meio da conquista.

A cruzada de Rakkis seguia pela terra e seu exército enfrentava forte resistência, especialmente da nação de Ivgorod e dos bárbaros do Monte Arreat. Apesar desses reveses, ele finalmente reuniu nove clãs em guerra sob seu pendão, integrando lentamente a fé Zakarum à sua cultura. Essa nova força permitiu que ele esmagasse os últimos nativos recalcitrantes do sul.


https://bnetcmsus-a.akamaihd.net/cms/content_folder_media/S6FH7VU8NKZH1382734766810.jpg 
Os exércitos de Rakkis marcham após uma batalha vitoriosa.

Logo chegou a hora do general desejar uma prova dos seus feitos. Para isso, batizou a terra dominada de Hespéria, termo que designa terras ocidentais e celebra sua marcha para o oeste a mando de Tassara. A capital de mesmo nome foi estabelecida às margens de um rio, cuja conveniente proximidade do mar permitiu que ela florescesse depressa e se tornasse a poderosa força militar e mercantil que conhecemos hoje.

A cidade sitiada
Hespéria viveu muitas décadas de paz e prosperidade, já que poucos ousavam enfrentar a fúria do seu exército intimidador. Os que ousaram, como no caso da infeliz tentativa de invasão de Khanduras durante a Escuridão de Tristram, foram chacinados, e poucos sobreviveram para relatar o massacre. Nos mais de duzentos anos desde a fundação de Hespéria, nenhuma força estrangeira fez mal à população protegida pelas muralhas formidáveis da cidade, até a chegada de Maltael, que planejava chacinar todos os habitantes por algum motivo ainda desconhecido.

Isso nos leva a perguntar: por que Hespéria? Que segredos a cidade guarda para conseguir atrair o Anjo da Morte?

Uma história secreta
Em termos gerais, se se deseja erguer uma vasta nação em terras inóspitas, o local menos atraente para estabelecer um novo lar seria perto de uma rede de charcos fétidos. No entanto, foi justo o que Rakkis fez ao escolher a localização da capital. Haveria algum motivo oculto? Certamente que sim, pois esse local mais tarde viria a atrair a atenção não só de um, mas de dois membros independentes do Conselho Ângiris.

Perto de Hespéria jaz um tesouro bem mais valioso que tudo o que Rakkis obteve em suas campanhas. Após a coroação, o rei passou muitos anos do seu reinado vagando pelas ruínas ciclópicas esquecidas sob o pântano próximo. Por sua vontade, o rei Rakkis foi enterrado lá. Alguns sussurravam que essas ruínas não eram de uma civilização qualquer, mas sim uma cidade perdida dos nefalem.


https://bnetcmsus-a.akamaihd.net/cms/content_folder_media/WVAOEQGQRVXN1382579368839.jpg 
Um aventureiro curioso explora as ruínas Nefalem.

https://bnetcmsus-a.akamaihd.net/cms/content_folder_media/4XTN90WU349E1382734766914.jpg 
O Conselho Angiris discute o destino da Pedra Negra das Almas.

Esse local tem um poder inegável, e poucos conseguiram extrair os segredos de seus corredores antigos. Diz-se que a maior qualidade que a cidade perdida possui é sua proteção notável contra a invasão de anjos e demônios. Menções a essa proteção estavam bem escondidas, mas Tyrael, o novo Aspecto da Sabedoria mortal, soube dela em tempos de grande necessidade. À procura de um refúgio em Santuário para a Pedra Negra das Almas, ele planejava usar essas ruínas para esconder o terrível artefato, protegendo-o tanto de intervenções angélicas quanto de demoníacas. Com o poder do Mal Supremo infuso nas facetas baças da pedra, nem mesmo o Paraíso Celestial era seguro o bastante para abrigar o artefato.

Infelizmente, ninguém, nem mesmo Tyrael, podia prever que um adversário roubaria a Pedra Negra das Almas de seu esconderijo.



Assim como Tyrael, Maltael sofreu uma transformação, e sua nova encarnação como a Morte permitiu que ele cruzasse os limites da cidade em ruínas sem problemas.

O futuro de Hespéria
Agora, perigos além da imaginação ameaçam destruir Hespéria, e apenas você, bravo nefalem, pode salvar a cidade histórica da ruína. Os moradores estão sendo mortos e reerguidos como um exército de mortos-vivos disposto a acatar cada capricho de Maltael. Como você ajudará a limpar Hespéria do mal que se abateu sobre ela? Que horrores desconhecidos você imagina estarem prontos para matar você?

Fale conosco nos comentários e lembre-se: cuidado com o que deseja!

Share this:

Postar um comentário

 
Back To Top
Copyright © 2015 Ninja Nerd. Designed by OddThemes