BREAKING NEWS

[Nerd] Steam a plataforma de jogos que combate a pirataria

Steam anti pirataria valve

Promoções Incríveis, Serviços à 1 Clique, Facilidades. A Valve já ensinou a combater a pirataria. Será que o resto da indústria vai aprender?

A transição de gerações é um evento incrível para todos os jogadores. Enquanto são lançados jogos de altíssimo nível, como The Last Of Us, novas ideias, como Ryse: Son Of Rome, surgem dando força para a nova geração. E dessa vez os concorrentes são o Playstation 4, O Xbox One e o Wii U, não é? A resposta é não.

A verdade é que a Nintendo simplesmente se fechou no seu próprio nicho. Ela não concorre, ela existe como um mercado paralelo. O verdadeiro grande concorrente ao PS4 e ao One é o nosso velho conhecido computador. Iniciativas como Origin, GOG, Humble Bundle, Steam, jogos exclusivos como os indies da Steam Greenlight, League Of Legends, DOTA entre outros, deram força para que o PC fosse reconhecido na geração passada. E tudo começou com a Steam.

Para quem não conhece, a Steam é uma plataforma de distribuição de conteúdo digital que unifica todo o seus jogos do computador num único lugar, de forma semelhante ao que é o iTunes na área musical. Mas a característica que realmente o popularizou foram os preços acessíveis e comodidade.

Promoções de jogos de franquias reconhecidas a preços absurdamente baratos, facilidade de pagamento, backup automático dos saves dos jogos, uma comunidade de multiplayer e uma rede social. Se antes a forma de combater a pirataria era colocando vários CD-Keys, verificações on-line entre outras medidas que irritam mais aquele que compra o jogo do que quem pirateia, a Valve teve uma ideia genial. Ao invés de combater a pirataria, concorreu com ela, dando ao consumidor a oferta de um produto de custo benefício superior.

imagem
Aliás, relacionado a isso, Gabe Newell, co-fundador e CEO da Valve disse em entrevista ao "The Cambridge Student" em 2011: "Nosso objetivo é criar um serviço mais valioso que os piratas e fomos tão bem sucedidos que pirataria praticamente não é um problema para a nossa empresa".

Para se ter uma ideia, em 2013 a Steam cresceu 30% e chegou ao incrível número de 65 milhões de usuários ativos. E isso refletiu na PS Plus e na Live, que fizeram muitas promoções também. É uma situação em que todos ganharam.

E como a Valve vai agir nessa nova geração? Já existem os betas das Steam Machines e o SteamOS prontos para entrar de vez nessa briga. Se chegará ao patamar dos consoles de mesa, não se sabe, mas que o velho computador voltou a ter potencial de brigar, voltou. Bom para os PC gamers, bom para as indústrias que estavam perdendo a guerra contra a pirataria, mas muito melhor pra Valve e seus lucros astronômicos.

Fonte: Br/Finanças

Share this:

Postar um comentário

 
Back To Top
Copyright © 2015 Ninja Nerd. Designed by OddThemes